Toy Story 3, Letting go, and Brigadeiro / Toy Story 3, Deixar ir e Brigadeiro

Updated: May 31

US

Toy Story 3, Letting go, and Brigadeiro



If you – like me – are one of those people who love to watch family movies, you probably heard about Toy Story 3 (or watched it already). I usually would say that movie sequels tend to lose their essence and just become more of the same, but not this one!


I was amazed by how they were able to keep the story going and to make this movie as interesting and captivating as the previous ones. For this reason, I strongly recommend that you grab some popcorn, pop, and brigadeiro*, and make the time to watch it if you haven’t already. Just try not to cry.



Probably, at this point you’re wondering why a Feng Shui & Organizing post would be discussing (and recommending) that kind of movie. So, let me tell you, the movie is a beautiful lesson on the challenging and wonderful experience of letting go.


In the movie, Andy – who was just a little boy a while ago – is the owner of all the toys leading the scene. It is now time for Andy to move out of his mother’s house to go to college, and he needs to make an important decision about what he will bring with him, what is going to the attic, to donation, or to trash.


However, if you think the 17-year-old boy disappointed, you are mistaken. Andy takes his time, which is a pertinent example of what I believe we all should do when making decisions about detaching of value objects from our lives.


If you follow me on #socialmedia (@fengshui.organize), you probably heard me saying that each person has her on time to let go. Or you read me affirming that “letting go is a process that each person goes through on her on own pace”.


It is because maybe today, the day we are going through every possession you have, you don’t feel ready to let go of everything you don’t use or love any longer. But, it doesn’t mean that in one week or in one month you – by yourself – will grab a bag and decide that all those belongings are going out and you are making room for new things to come into your space and to your life.


Coming back to the movie... Andy is aware of the value his toys have to him (the emotional value, because those little guys were with him all along those young years). They were part of the funniest and most adventurous moments of his childhood. And Andy, doesn’t let down again. Do you think he decided to keep his toys gathering dust in the attic? No! They have too much value for him to be seeing only once a year. They can make another kid happy!


Andy understood that he was beginning a new phase of his life and the toys would probably be forgotten for a long time if he kept them. So, by showing his kindness and generosity, Andy donates his toys to another kid because – in my view – he understood they could still have some life left and could be useful to someone else as much as they had been for him.


At the end, Andy who was going through such a delicate moment in his life, handled it with greatness and maturity as an example of how to let belongings go with respect and gratitude. He knew it was time to open himself up to a new fresh chapter of his life with lots of pages to be filled up with new belongings, people, and opportunities.


When it’s time for you to start a new chapter, do you perform like Andy or you keep your space in the previous chapter?



*Brigadeiro: an easy and delicious Brazilian candy you should try!


Ingredients: 3 tablespoons cocoa powder

1 can of sweetened condensed milk

1 tablespoon of butter

Instructions: Combine butter, cocoa powder, and condensed milk in a saucepan. Cook, stirring occasionally for 15 minutes. The perfect consistency is thick. Remove the pan from the heat and let the mixture rest until cool enough to eat. You can eat it with a spoon or scoop it in small balls.


Would you like to receive our newsletters? Sign up here!


_______________________________________________________________________


BR


Toy Story 3, Deixar ir e Brigadeiro


Se você - como eu - é uma daquelas pessoas que adoram assistir a filmes de família, você provavelmente já ouviu falar do Toy Story 3 (ou já assistiu). Eu costumo dizer que filmes em sequências tendem a perder sua essência e se tornar mais do mesmo, mas não este!


Fiquei encantada com a forma como conseguiram manter a história e tornar este filme tão interessante e cativante como os anteriores. Por esta razão, eu recomendo que você pegue um pouco de pipoca, refri e brigadeiro, e aproveite para assisti-lo se ainda não o fez. Apenas tente não chorar.



Provavelmente, neste ponto, você está se perguntando por que uma publicação sobre Feng Shui e Organização estaria discutindo (e recomendando) esse tipo de filme. Então, deixe-me dizer, o filme é uma bela lição sobre a experiência desafiadora e maravilhosa de deixar ir.


No filme, Andy - que era um menino há um tempinho - é o dono de todos os brinquedos que lideram a cena. Agora é a hora de Andy sair da casa de sua mãe para ir para a faculdade, e ele precisa tomar uma decisão importante sobre o que ele levará com ele, o que vai para o sótão, para doação ou para o lixo.



No entanto, se você acha que o garoto de 17 anos nos desaponta, está enganado. Andy leva o seu tempo, que é um exemplo pertinente do que eu acredito que todos nós devemos fazer quando tomamos decisões sobre a remoção de objetos de valor de nossas vidas.


Se você me seguir na #mediasocial (@fengshui.organize), você provavelmente me ouviu dizer que cada pessoa tem ela na hora de deixar ir. Ou você me lê afirmando que “deixar ir é um processo que cada pessoa passa por ela no seu próprio ritmo”.


É porque talvez hoje, no dia em que estamos avaliando todos os seus pertences, você não se sinta pronto para desapegar de tudo o que não usa ou ama mais. Mas não significa que em uma semana ou em um mês você - por conta própria - pegará uma sacola e decidirá que todos esses pertences estão saindo da sua vida e que você está abrindo espaço para que coisas novas entrem em seu espaço e em sua vida.


Voltando ao filme ... Andy está ciente do valor que seus brinquedos têm para ele (o valor emocional, porque aqueles carinhas estavam com ele ao longo desses jovens anos). Eles faziam parte dos momentos mais engraçados e mais aventureiros de sua infância. E Andy, não decepciona. Você acha que ele decidiu manter seus brinquedos acumulando poeira no sótão? Não! Eles têm muito valor para ele estar vendo apenas uma vez por ano. Eles podem fazer outra criança feliz!


Andy entendeu que ele estava começando uma nova fase de sua vida e os brinquedos provavelmente seriam esquecidos por um longo tempo se ele os mantivesse. Então, mostrando sua gentileza e generosidade, Andy doa seus brinquedos para outra criança porque - na minha opinião - ele entendeu que eles ainda poderiam ser úteis para outra pessoa tanto quanto foram para ele.


No final, Andy, que estava passando por um momento tão delicado em sua vida, lidou com isso com grandeza e maturidade como um exemplo de como deixar os pertences partirem com respeito e gratidão. Ele sabia que era hora de se abrir para um novo capítulo de sua vida, com muitas páginas a serem preenchidas com novos pertences, pessoas e oportunidades.


E você, quando é hora de você começar um novo capítulo, você age como Andy ou mantém seu espaço no capítulo anterior?


Você gostaria de aprender mais? Se inscreva aqui!